Início > Dica do Servidor, Ligado no Mundo, Pra você > Nova Carteira de Identidade Digitalizada

Nova Carteira de Identidade Digitalizada


SP: novo RG promete reduzir fraudes e auxiliar na identificação de criminosos

RG

 

Novo modelo foi apresentado hoje de manhã pelo governo e tem poucas mudanças visuais, mas traz código que pode auxiliar polícia em identificações.

Foi lançado nesta quinta-feira em São Paulo o novo modelo de cédula de identidade feito a partir da coleta biométrica. Além de mudanças visuais como o número de identificação e a assinatura do usuário, ambas agora em vermelho, o novo documento traz um código que promete dificultar fraudes e auxiliar nas investigações de crimes.

O novo modelo foi lançado durante a cerimônia de inauguração da nova Central de Expedição de Carteiras, na Luz, região central de São Paulo. Um posto instalado no prédio e outros dez, no interior do Estado, expedirão o documento, que será gratuita ao cidadão e custará ao Estado R$ 9,69 (o valor antigo era R$ 35) e não terá mais necessidade de se levar, para expedição, uma foto 3×4 –ela será feita no próprio posto.

Os postos no interior ficam nos Departamentos de Polícia Judiciária do Interior (Deinters). Na capital, o novo modelo começa a ser emitido pela rede Poupatempo a partir de março.

O código “QR Code” vem no verso do documento e armazenará informações como nome do portador e datas de nascimento e de emissão do RG. O código poderá ser lido em dispositivos móveis da Polícia Civil.

Grella: novo RG auxiliará nas investigações criminais

De acordo com o secretário estadual de Segurança Pública, Fernando Grella, a nova carteira, sobretudo pelo código, representa “um avanço extraordinário” tanto para a identificação civil quanto para a criminal. Segundo Grella, todos os policiais civis e militares do Estado também serão cadastrados no formato digital.

“Isso vai favorecer a investigação criminal e permitir que o policial na rua, pelo QR Code, verifique com um aplicativo se aqueles dados são corretos, e não mais apenas pela fotografia”, afirmou, para completar: “Além disso, é um avanço grande também porque os vestígios (digitais) de locais de crimes existem e são elementos importantes na elucidação. Temos hoje 17 mil laudos para serem analisados e diagnosticados”, completou Grella.

Ainda conforme o secretário, nas próximas semanas serão firmados convênios com as secretarias estaduais de Administração Penitenciária (SAP) e de Educação para que internos dos 152 presídios de São Paulo, além de alunos a partir de 5 anos sejam cadastrados já para o novo documento.

Fonte:  06 de Fevereiro de 2014

 

Bete

 

Enviada pela servidora Elisabete de Sugesp

 

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: